2ª sessão de Nirvana no Guincho

Aqui fica um pequeno resumo de mais uma manhã de vôo no Guincho.

Vento a soprar constante, do mar, ligeiramente abaixo dos 15 kmh. O kite é o Nirvana, com uma bridle “inventada”, mas semelhante à do Nirvana Replica do Richard Debray (basicamente a mesma, mas sem a secção “turbo”).

Ando a tentar ganhar calo nas manobras à base do Jacob’s Ladder (ou Mutex) e também no Wap Do Wap e Slot Machine. Aos poucos começam a sair, mas ainda sem a consistência desejada.

Os primeiros voos do Nirvana

A filmagem não é da estreia absoluta, mas foi aí a segunda ou terceira sessão do Nirvana. O vento estava um pouco forte demais, sobretudo para o final da sessão, e a certa altura dei conta que o pigtail do lado esquerdo tinha deslizado um pouco sobre a bridle, com o papagaio a ficar desequilibrado.

Pior ainda, ao rever estas filmagens, já em casa, apercebi-me que a dada altura a linha da asa direita prendeu um pouco junto ao laço da pegadeira, o que faz sentido, porque só me lembro de estar a voar e a pensar que havia qualquer coisa errada com o kite (“nah…é mesmo azelhice do piloto”, foi o que pensei logo de seguida)